Living Colour aquece madrugada na Júlio Prestes

O grupo norte-americano animou a multidão com sucessos como “Glamour Boys” e “Cult of Personality”. Além das canções mais conhecidas, o grupo agradou aos fãs tocando outros hits do começo da década de 90, como “Love Rears Its Ugly Head”, ganhadora do Grammy, e “Time’s Up”.

Após “Bi” e um solo com a boca do baixista Doug Winbish, que levou a plateia abaixo, o grupo deixou o palco para o solo de bateria de William Calhoun, que, vestindo a camisa da seleção brasileira de futebol, animou o público com suas baquetas luminosas. Em seguida, a banda retornou ao palco tocando “Ignorance is Bliss”. O empolgado vocalista Corey Glover tirou o celular do bolso e fez seu próprio registro em vídeo do show.  Durante “Cult of Personality”, subiu em um dos amplificadores e mandou um “bom dia, São Paulo!”.

No encerramento, a canção mais esperada, “Elvis is Dead”, ganhou na voz do vocalista uma adaptação ao português, e o público gritou junto a Glover: “Elvis Está Morto!”. A banda ainda emendou uma versão da clássica “Hound Dog”, de Presley, e o líder imitou a famosa coreografia do rockstar. Antes de deixar o palco, o músico pulou no meio da multidão, e correndo através das grades de contenção da praça Júlio Prestes, fez questão de se aproximar do público mais distante.

Living Colour

Créditos de imagem: Antonio Brasiliano

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Living Colour aquece madrugada na Júlio Prestes

  1. zibiane disse:

    amei esse show parabens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s