Vieira de Carvalho: clássicos da música brasileira que cantam a dor, a tristeza e também a alegria

Share/BookmarkCompartilhe


Arrigo Barnabé interpreta o universo de Lupicínio Rodrigues, em Caixa de Ódio. O músico cantará, na Virada, músicas como “Se Acaso Você Chegasse”, “Cadeira Vazia” e “Judiaria”. O representante da vanguarda paulista encarna em tom raivoso as músicas densas de Lupicínio.

No mesmo palco, entra André Abujamra que, acompanhado por outros três músicos, apresentará Desengonçalves. A cada canção, resgatada do repertório de Nelson Gonçalves, a banda associa um elemento do rock, do ska, do blues, do heavy metal… A resignificação de parte da obra de Gonçalves é um convite ao riso e a uma boa surpresa.

Sidney Magal levará para o público seus antigos sucessos, como “O Meu Sangue Ferve por Você”, “Se Te Agarro com Outro Te Mato” e “Sandra Rosa Madalena”. Jerri Adriani fará um tributo a Elvis Presley, Raul Seixas e Renato Russo, além de seus grandes sucessos e as canções de seu último trabalho – “Jerri Adriani – Acústico Ao Vivo”.

Vanusa também apresentará seus antigos sucessos, abrindo seu repertório, que vai de Beatles a Madredeus. No palco da Virada, ela relembrará com o público ”Manhãs de Setembro”, ”Sonhos de um Palhaço”, ”Mudanças” , “Paralelas” e “Pra Nunca Mais Chorar”. Wanderléa fecha a noite.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e marcado . Guardar link permanente.